Piso Radiante

O piso radiante é um sistema de aquecimento prático, limpo e eficiente, sendo cada vez mais usado, saiba tudo sobre as vantagens e desvantagens do piso radiante.
O piso radiante é um sistema complexo de tubagens, por onde circula água quente. É assim um sistema de aquecimento que “passeia” por toda a casa, por baixo do chão que pisamos.

Ora, como a água quente circula dentro da tubagem, é normal que junto ao chão tenhamos os pés sempre quentes, e em níveis superiores a temperatura “diminua”. Como o ar quente sobe, iremos assim ter as divisões da casa onde se encontre o piso radiante sempre com uma temperatura ambiente equilibrada e agradável.

Essa tubagem é embutida no pavimento, que vai permitir circular e distribuir a água quente pelas várias divisões da casa. O pavimento tanto pode ser mosaico, como chão flutuante, ou simplesmente cimento.
À entrada de cada divisão, existirá um termostato que garantirá que a temperatura ambiente seja a ideal em cada habitação. São também estes termostatos que controlam a circulação da água na tubagem.

Vantagens e desvantagens do piso radiante

Como em tudo, tem vantagens e desvantagens.

Actualmente ainda é um produto visto como “luxo” para as casas e nem todos os proprietários optam por instalar. Se bem que cada vez mais começa a ser usado em construções novas.

Um dos motivos para não ser instalado em todas as casas novas, é o seu preço. Esta é a grande desvantagem deste tipo de aquecimento para uma casa. Se bem que em contrapartida permite termos a casa sempre a uma temperatura ambiente confortável!

Vantagens do piso radiante
Aquecimento eficiente com poupança de energia
Falando apenas do piso radiante a água, ou seja, hidráulico, este acaba por ser mais eficiente, pois não gasta tanta eletricidade.
Basta manter a água a circular a uma temperatura de cerca de 30ºC, enquanto se usarmos radiadores estes têm que ter a água a circular a cerca de 65ºC! e como não usar eletricidade, a conta da luz sai mais barata…
Aquece rápido as divisões onde se encontra instalado
Como o sistema de tubagem circunda toda a divisão, o aquecer da divisão é mais uniforme… ao contrário dos radiadores, que o ar é mais quente junto aos radiadores, e mais afastado está mais frio.
Permite ter mais espaço livre nas divisões, quando comparado com o uso de radiadores convencionais
Os radiadores estão instalados nas paredes, logo ficam a ocupar cerca de 15cm de profundidade, e pelo menos 1 metro de largura (dependendo do número de módulos). Enquanto o piso radiante, andamos por cima dele…
Funciona com todo o tipo de revestimento de chão
Possível de instalar quer seja com betão, chão flutuante, madeira, pedra, vinil, carpete ou mosaicos.
É seguro e confortável de se ter em casa
Não precisa de grandes manutenções, e por norma vem com grandes períodos de garantia. O que precisa de manutenção é a máquina (caldeira a gás ou a lenha ou a pellets) para aquecer a água e fazer circular.
Depois como não está à vista, não há pontas afiadas ou zonas extremamente quentes em que possamos bater e magoar-nos, como nos radiadores.
• Fácil de instalar
Excelente para construções novas, pois é fácil de adaptar uma casa nova a este tipo de sistema de aquecimento.

Desvantagens do piso radiante
Custo de aquisição, bem como o tempo que demora a instalação.
Consoante o sistema que se escolha, tendo por base a máquina de aquecimento da água, área a instalar, digamos que para cerca de 150m2, estamos a falar de valores bem elevados.
Ora, apesar de ser fácil de instalar, o tempo de instalação demora, pois há fases de instalação a cumprir, como preparar o chão onde vai ficar assente, colocar e revestir.
Necessita de uma altura mínima de profundidade do chão para se poder instalar
Daí só ser usado mais em novas construções do que em remodelações. Este tipo de sistema de aquecimento vai subir a altura do chão em cerca de 8, a contar com as placas de isolamento por baixo da tubagem para não haver desperdício de calor.
Se for uma construção de raiz, incorpora-se logo o sistema na planta e as medidas das portas são logo preparadas. Se for uma renovação, pode haver necessidade de cortar portas ou andar a retirar betão (solução mais complicada).